quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Calendário 2017 - Centro-Oeste

Divulgado o calendário de provas Randonneurs 2017.


Agora é planejar e preparar as canelas!!!!

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

SUPERAÇÃO

SUPERAÇÃO


A cada etapa Randonneur encontramos ciclistas novos (experientes ou não), com motivações das mais variadas para enfrentar o desafio. Nos primeiros Brevets que tivemos participação (seja pedalando ou organizando) víamos alguns atletas e pensávamos: "Será que consegue?". Hoje, depois de passar por várias experiências, não duvidamos da capacidade daquele que está focado e determinado.

Sem muitas delongas, compartilhamos o depoimento do Sr. José Luiz, que mesmo com todas as dificuldades superou-se no BRM 200, mostrando-nos o que é o Randonneur e o quanto podemos desafiar nossos limites.



Bom dia a todos
Sou José Luiz, tenho 58 anos, peso 96 kg, sofri um infarto aos 49 anos incompletos, estou pedalando há pouco mais de ano e meio e é meu primeiro Audax.
Fui o último a chegar, completei a prova em 13:10, uma experiência indescritível. Até então meu recorde era de 117 km em 8:00.
Quando eu vi no calendário que haveria esta prova no dia 10/09/2016 em Goiânia eu fiz logo minha inscrição. Não me sentia preparado. Porém, não poderia deixar passar a oportunidade. Seria uma prova em casa e num trajeto que nunca havia pedalado e que eu conhecia muito bem de carro. Sabia das condições adversas de temperatura, umidade de ar, intensidade do sol, direção dos ventos, subidas íngremes e intermináveis.
Após a inscrição, percebi por várias vezes o pensamento de desistir e não participar da prova. Perseverei e intensifiquei os treinos em pouco mais de mês que restava para o evento. Preparei a máquina e meu espírito. Às 5:30 do dia 10/09 eu estava me apresentando diante da equipe organizadora e recebendo meu número de participante, o 25, colei-o no capacete e saí às 6:00 com os demais.
Todos bem mais jovens que eu. Muitos deles pesavam menos da metade do meu peso e certamente tinham menos da metade de minha idade. Aos poucos foram se distanciando e eu ficando para traz.
Eu estava por chegar no P2, uns 25 a 30 km do ponto de retorno e comecei encontrar ciclistas já de volta no outro sentido da pista, significava que eles estavam uns 50 a 60 km na minha frente. Pensei, não me importo eu estou dentro do prazo previsto e nas minhas condições físicas e mentais. Não fui o último a chegar. Até este ponto tudo parecia normal, a quilometragem, o tempo, o sol, a hidratação, a alimentação, etc. Me alimentei bem, descansei um pouco, me despedi dos que ainda estavam no PC e segui minha viagem até o ponto de retorno às 12:34.
A partir daí o sol foi esquentando cada vez mais. As paradas para beber água se tornaram mais frequentes, a camisa estava parecendo que havia tomado chuva, já não urinava mais porque a água saía tudo no suor, as sombras das árvores estavam do outro lado da pista devido a posição do sol, as subidas se tornaram predominantes e mais impiedosas, parecia que havia brasas no selim da bicicleta. Foi nestas condições que cheguei novamente ao P2.
Numa destas paradas para água, sempre próximo ou após vencer o top mais pesado, eu andei alguns metros a pé empurrando a bicicleta. Percebi que ao retomar a musculatura respondia melhor. Tomei isso como estratégia daí por diante. Sempre atento ao relógio. De nada adiantaria se chegasse fora do prazo.
A esta altura, havia ultrapassado a casa dos 150 km, havia superado as subidas mais pesadas, o sol já estava mais baixo e menos escaldante. O corpo pedia para parar, a mente mandava continuar. Enchi-me de energias internas e mentalmente me empurrava: Vamos lá Zé, só faltam 50 km; Força que você consegue; O pior já passou; e muitas outras frases afirmativas e desafiadoras de mim para mim mesmo. Era meu espírito alimentando o físico de energias que o próprio físico por si só não consegue assimilar. Em pouco tempo eu cheguei numa lanchonete. Vamos lá Zé, agora está perto, só faltam 20 km. As subidas pareciam intermináveis. Mesmo assim, percebi que tinha reservas internas. Minhas pernas estavam bem, a coluna tranquila, as mãos e pés sem formigamentos. Continuei firme, buscando energias do meu interno, reabastecendo-me com energias extraídas do mais profundo de meu ser. Nestas condições venci a ultima das subidas. Quando avistei as luzes de Aparecida de Goiânia eu chorei de emoção. Havia superado o ultimo dos obstáculos. Ao chegar ao ponto final, havia muitos ciclistas e os organizadores. Foi uma grande festa.
Foi uma experiência incrível. Será mais ainda se esse relato servir de estímulo para outros que porventura tenham esse anelo de vencer um desafio e porventura é tomado de pensamentos que os fazem recuar.
Abraços a todos os guerreiros que pedalam por aí
José Luiz de Freitas Sobrinho

domingo, 11 de setembro de 2016

BRM 200 - Setembro 2016

Nesse 10 de setembro foi realizado o Brevet 200 km.

Apesar do sol forte e as subidas longas a maioria conseguiu finalizar dentro do tempo estipulado de 13 horas e 30 minutos.

Parabéns a todos, e mesmo aqueles que não puderam terminar pode-se considerar um guerreiro. Afinal não é qualquer um que tem a coragem e disposição.

Segue os tempos de cada participante. Havendo alguma divergência pedimos manifestar no até segunda-feira (12/09).

Confiram também os nomes dos solicitantes das medalhas francesas clicando AQUI. Caso haja divergência, favor entrar em contato pelo email audaxgoias@gmail.com. Caso ainda não tenha solicitado o prazo para pagamento é até a próxima quarta-feira (1409).

CICLISTA
TEMPO
AILTON AIRES
10:50:00
ALESSANDRO BATISTA DA CUNHA
10:38:00
ALESSANDRO VIEIRA BARBOSA
09:36:00
ANDRE CAVALCANTE OLIVEIRA
10:38:00
ANDRE LUIZ BALDUINO FERREIRA
10:04:00
ARLEI ALVES DE OLIVEIRA
11:00:00
BRUNO SOUSA
DNS
CASSIO ANTONIO LOMBA
10:07:00
CESAR AUGUSTO LEONARDI
11:20:00
CLAUDIO JOSE PERES
08:30:00
CLEUSMAR BELARMINO RODRIGUES
12:42:00
CRISTINA LOMBARDI
11:24:00
DANIEL CARLOS MANOEL PEREIRA
11:10:00
DANIEL NASCENTE
11:05:00
DANILO MOTA GALVÃO
12:06:00
DIRCEU MURAKAMI
DNF
DIRSON DE ALMEIDA JUNIOR
08:41:00
DIVINO PEREIRA DA SILVA PEREIRA
09:03:00
DJAN BARBOSA
10:00:00
ELISABETE ALVES NUNES
11:14:00
ENOQUE INOCÊNCIO ALVES
11:26:00
ENOS SANTOS DA SILVA
11:02:00
ERASMINO MAGALHAES MATOS
08:00:00
FABIANO GUIMARÃES CAETANO
09:49:00
FLAVIO CAVALCANTE DE OLIVEIRA
10:38:00
FLÁVIO GUIMARÃES CAETANO
10:25:00
GISELE DA SILVA NOGUEIRA
11:10:00
GUILHERME HILÁRIO DOS SANTOS
DNF
ITAQUER ALVES PINTO
09:24:00
JOAO BATISTA ALVES REIS
11:20:00
JOAO CARLOS CAVALCANTI
10:04:00
JOAO LOPES FILHO CARDOSO
10:43:00
JOSE ALVES DA SILVA
09:49:00
JOSé LOURENÇO DE JESUS
10:34:00
JOSÉ LUIZ FREITAS SOBRINHO
13:10:00
JOSE TARCISIO ALVES DOS REIS
10:43:00
JOSÉ WILSON FERREIRA SANTOS
09:52:00
JOY RIBEIRO COELHO
08:29:00
LARISSA DANIELLY PEREIRA
12:06:00
LAURISMAR COELHO FIGUEIREDO
11:20:00
LEDSON OLIVEIRA ARAUJO
11:00:00
LEONARDO JAPIASSU
11:24:00
LEONARDO JOSE SMILJANIC SANTOS
DNS
LEONARDO SANTOS BARBOSA
09:35:00
LEONARDO VILELA
09:49:00
LUCIANO GUIMARÃES CAETANO
DNS
MARCELO PAIVA
09:56:00
MARCIA GONCALVES QUEIROZ DE ANDRADE
DNF
MARCOS LEITE FERREIRA COELHO
09:13:00
MARCOS REGINALDO FURTADO DA SILVA
DNS
MATHEUS VIEIRA DOS SANTOS
12:06:00
NÉVITON DE OLIVEIRA SILVA
09:50:00
PEDRO BUENO DE MORAES NETO
12:56:00
PETERSON LUIZ DE MELO PINA
08:02:00
PHILIPPE DENIS BLASER BLASER
11:20:00
RAFAEL DAYAN ESCOBAR NUNES
DNF
ROBERTO MOREIRA DA SILVA
DNS
RODRIGO BATISTA DA CUNHA
08:05:00
STEIFMAR MORAES
07:05:00
TARCIZIO JUNIOR RODRIGUES DA SILVA TATAO
11:51:00
THIAGO BOLINHA AMARAL GOUVEIA
09:00:00
THIAGO CACIANO PERETTO
10:19:00
UBALDIR LEMES DA SILVA JÚNIOR
11:24:00
VERLAINE REIS
10:11:00
VINICIUS GARRIDO PAIVA MARTINS CONSORTE
11:31:00
WAGNER BARBOSA DUARTE NETO
12:24:00
WALTER DE ASSIS BARROS DOS ANJOS
08:55:00
WILLIAM ALCÂNTARA
09:14:00
YSNAY SILVA SANTOS
10:43:00
DNS - Não iniciou
DNF - Não finalizou